Rótulos e escolhas inteligentes (parte 1/3)

Clique aqui para ouvir esse artigo

Em primeiro lugar, os melhores alimentos não têm rótulo, ou seja, são os alimentos in natura, que devem formar a base da nossa alimentação. Dito isso, sabendo interpretar os rótulos, é possível fazer escolhas inteligentes e adicionar praticidade ao nosso dia a dia, observando sempre a lista de ingredientes, a tabela nutricional e o tamanho da porção.


Vamos começar com a lista de ingredientes:

  • Quanto maior o número de ingredientes, mais processado tende a ser o alimento.
  • Os ingredientes são listados por ordem de quantidade (do maior para o menor). Ou seja, se a lista de ingredientes de um pão integral começa com "farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico", o que mais tem no produto, na verdade, é farinha refinada.
  • Muitas vezes os 3 primeiros ingredientes formam a base significativa do produto. Evite alimentos que tenham como base carboidratos refinados, como farinha e açúcares de qualquer tipo, sal, adoçantes artificiais e gordura trans artificiais.
  • Em muitos produtos, ingredientes como açúcar e gordura trans costumam aparecer com nomes diferentes. Às vezes, são utilizados 3 tipos diferentes de açúcar, por exemplo, que se fossem somados apareceriam entre os 3 primeiros ingredientes.
  • Dê preferência a produtos que utilizam métodos de conservação como congelamento ou desidratação (como temperos secos) que não requerem adição de conservantes ou àqueles que utilizam conservantes naturais. O ácido cítrico por exemplo, é um ácido orgânico natural encontrado em frutas cítricas como o limão, muito usado em latas de tomate pelado e molhos.
  • Desconfie dos ingredientes ou conservantes com nomes desconhecidos e que contém números. O aplicativo Desrotulando, disponível em Android e iOS, pode ajudar muito na hora de escolher a melhor opção.


Na próxima postagem falarei mais sobre os sinônimos de açúcar e gordura trans articificial.

Você também poderá gostar